Lorde Ganesha

Ganapati Upanishad

Ocupa o primeiro lugar como o texto em sânscrito mais amplamente cantado e dedicado à sua divindade favorita, Ganesha.

xNinguém sabe ao certo quando o Ganapati Upanishad foi composto. Estudiosos acreditam que poderia ter sido em algum momento entre os séculos XVI e XVII alguns dizem que foi composto pelo Atharva Sage, mas isso é duvidoso, já que nenhum dos Upanishads levam o nome do autor. A história registra que o Ganapati Upanishad entrou em destaque durante o início dos anos 1900, quando Ganesha foi largamente cultuado entre os Brahmins e assim tornou-se muito popular.

Estudar este texto ajuda o adorador atingir os quatros pilares da vida tal como é previsto no Hinduísmo – Dharma (fazendo a coisa certa). Artha (prosperidade material), Kama (satisfação dos prazeres sensuais) e, finalmente, Moksha ( libertação da alma).

Ganapati Upanishad é o texto definitivo sobre Ganesha. É uma homenagem a ele como a Divindade Suprema, aquele que inclui todos outras divindades. Ele é a Santíssima Trindade, que ciclicamente cria, sustenta e destrói o universo. Ele incorpora em si os cinco elementos, o passado, presente e ofuturo e todos os corpos celestes.
Estudar este texto permite ao adorador permanecer livre de espírito, impassível de qualquer obstáculo e livre do pecado. Meditando sobre o texto a cada manhã e noite eliminasse as conseqüência de qualquer ação pecaminosa cometidos anteriormente.

É auspicioso para aqueles que assim ouvem. Shanti

1. Om Gan eu me curvo perante a Ganapati.

2. Você claramente é o todo (tattva)
você é o criador. você é o
mantenedor. você é o destruidor. De tudo isto você certamente é Brahman. Você simplesmente é a essência.

3. Sempre falo amrita ( imortal). Eu falo a verdade.

4. Proteja-me. Proteja os oradores. Proteja os ouvintes. Proteja os doadores. Proteja os mestres. Proteja os discípulo que se repetem. Proteção para o leste. Proteção para o sul. Proteção para, o oeste. Proteção para o norte. Proteja em acima. Proteja em baixo. Proteja em todo lugar! Proteja-me em toda parte!

5. Você é discurso. Você é consciência. você é êxtase. Você é Brahman. Você é ser-consciência-felicidade. ( sat, cit, ananda.) Você é o não-dual. Você é claramente Brahman. Você é conhecimento. Você é inteligência.

6. Você cria todo este mundo. Você mantém todo este mundo. Todo este mundo é visto em você. Esta terra, água, ar, fogo, éter. Você Está além das quatro medidas da fala. Você está além dos três gunas. (sattva, rajas, tamas). Está para além os três tempos (passado, presente, futuro). Você está sempre situado no muladhára .Você é o ser uma das três Shaktis. Você é a raiz ou bija mantra do Deva. Neste caso, a palavra significa tattva todos e tudo. Estes são os três gunas na sua tripla forma absoluta. Literalmente, o imortal. Abrangendo todas as direções. Os cinco elementos também. A base do chakra no corpo humano, são sempre meditado por yogins. você é Brahma, você é Vishnu, você é Rudra, você é Agni, Vayu você é, você é o sol, você é a lua, você é Brahma, bhur-bhuvah-svar (a Terra, a Atmosfera, o Céu).

7. Ga é primeiro da sílaba, depois vem a primeira letra, além dela o m, então a meia-lua. Unido com m, essa é a forma do mantra.

8. A sílaba Ga é a primeira forma, a letra A forma mediana, M a última forma. Bindu a mais elevada forma, Nada (som) é a união, Samhita é a junção. Esse é o vidyá (conhecimento) do Deus Ganesha.

9. Ganaka é o vidente; Nrichade-gayatri os versos, Sri Mahaganapati o devata. “Om
ganapataye namah”.

10. Nos deixe pensar naquele de um dente só, nos deixe meditar naquele de tromba enrolada, possa aquele dente de elefante nos dirijir.

11. Um dente de elefante, quatro braços, levando o laço e o ferrão, com as mãos dele dispersando medo e concedendo benefícios, com um rato como a marca da bandeira dele.

12. Vermelho, com uma barriga grande, com orelhas que parecem abanadores, sua vestes são vermelhas, com membros cobertos com perfume vermelho (sândalo), Verdadeiramente adoram-o com flores vermelhas.

13. Para o discípulo um deva misericordioso, o criador do mundo, a causa principal que no começo de criação era maior que natureza do homem.

14. O que sempre medita assim é um yogi acima dos yogis,

15. Saúdo ao deus da consagração, saúdo a ganapati, saúdo ao primeiro senhor, saúdo a você, um elefante de grande barriga e grande dente. Destruidor-de-obstáculos, filho de Shiva, o doador de benefícios, lhe saúdo, lhe saúdo!

16. Quem estuda este texto de atharva vai em direção a Brahman. Ele é sempre feliz. Ele não é limitado por qualquer obstáculo. Ele é liberado dos cinco maiores e dos cinco menores pecados, meditação de Noite destrói as ações imerecidas da noite, A noite e de manhã ele é liberado do ruim e atinge dharma, artha, kama e moksha (justiça, riqueza, atinge os desejos e liberdade).

17. Este texto de atharva não deveria ser dado a qualquer aluno. Se por ilusão uma pessoa assim o dá, ele é uma pessoa ruim.

18. Quem quer algo pode realizar isto com 1000 recitações deste texto. Aquele que borrifica Ganapati com este texto fica eloqüente. Aquele que recita isto em um quarto de dia se torna um conhecedor de vidya. Esta é uma declaração de artharva: ” Aquele que move para Bramhávidya nunca tem medo. ” Aquele que o adora com grãos torrados fica famoso e inteligente. Ele ganha a fruta desejada. Aqueles que adoram com samit e ghee por ele tudo são atingidos, tudo são ganhos por ele. Aquele que faz oito brahmanes entender este texto se torna como os raios do sol. Quem recitar este mantra numa eclipse solar, num grande rio ou na frente de uma imagem fica realizado no mantra, é liberado de grandes obstáculos, é liberado de grandes infortúnios.

“Traduzido para o Portuguêspor Caio Travesso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *